Como estudar para o vestibular de Psicologia?

Redação Voomp
Colaborador do Voomp
Psicologia

Crédito: Foto: cottonbro

Os estudantes que se interessam pelos fenômenos do comportamento e da mente humana certamente cogitam o curso de Psicologia. Durante os cinco anos do curso, o aluno tem contato com diversas disciplinas. A maior parte delas abrangem a área das ciências humanas e biológicas. E é justamente por isso que essa formação é bastante interessante.

Dessa forma, o campo de atuação de um profissional formado em Psicologia é também bastante variado. Ele pode ir desde escolas até hospitais e consultórios particulares. De qualquer forma, todo o trabalho será focado nos indivíduos, buscando tratar problemas de ordem mental, envolvendo sentimentos e personalidade. Assim, podemos dizer que o curso de Psicologia está totalmente voltado a saúde mental e o bem-estar. Vale lembrar que esse é um mercado em alta, já que os cuidados com a mente são cada vez mais importantes nos tempos atuais.

Se você se encaixa no critério desses estudantes que tem o sonho de cursar Psicologia, está no lugar certo. Aqui, vamos oferecer informações direcionadas para aqueles que querem estar a par de tudo que acontece nos vestibulares de Psicologia no Brasil.

Afinal, muitos têm duvidas sobre quais disciplinas estudar e o que esperar de uma avaliação como essa. Nesse caso, o importante é estar sempre informado e preparado para esse momento tão importante na vida dos alunos.  Embora algumas exigências mudem conforme cada instituição de ensino superior, muitas coisas são comuns em todos os vestibulares. Então, para conquistar a tão sonhada aprovação, acompanhe a sequência do texto!

Dicas para começar a organizar os estudos

Antes de tudo,  você precisa deixar algumas questões pré-estabelecidas. Primeiro, é necessário ter em vista quais são as universidades em que você deseja prestar vestibular. Nesse caso, é conveniente escolher um número factível, para que você possa analisar as informações com calma e sem ficar confuso.

Para fazer isso, você pode utilizar os buscadores da internet para verificar quais cursos de Psicologia são melhor avaliados no Brasil. Entretanto, lembre-se que esse não precisa ser o seu único critério. No momento de escolher uma faculdade, vários fatores pesam. E isso pode variar conforme as necessidades específicas de cada estudante. Após ter as faculdades definidas, você deverá se informar a respeito das matérias específicas cobradas nas provas dessas instituições.

De um modo geral, as provas medem conhecimento em história, conhecimentos gerais, língua portuguesa, biologia, filosofia e áreas correlatas. Mas é importante que você domine o processo de avaliação de cada faculdade, pois os processos serão diferentes em cada uma delas. Leve em consideração que, eventualmente, haverá uma prova específica para o curso de Psicologia. Portanto, leia o edital e anote todas as informações relevantes. Não perca as datas, as regras e o local da prova.

A importância de um cronograma

Depois, com esses dados já em mãos, você deve começar a preparar seu cronograma de estudos. Não fique estressado com a quantia de conteúdo. Busque as provas anteriores aplicadas pela instituição e observe quais tópicos aparecem com mais frequência. A partir disso, recomenda-se que você divida de uma à duas disciplina por dia útil da semana. Assim, você poderá revisá-las no fim de semana.

Você não pode esquecer que, apesar das famosas brigas para decidir se o curso de Psicologia está centralizado na área de Humanas ou Biológicas, a saúde continua sendo a força motriz do curso. Ou seja, o psicólogo trata da saúde, como foco nos processos mentais. Logo, as matérias da saúde são de extrema importância para os estudos.

Em outro material, separamos 10 dicas para a preparação do local de estudos. Você pode acessá-la clicando aqui.

Agora que você sabe pode onde começar a se planejar, que tal saber mais sobre o curso?

Como funciona o curso de Psicologia

De antemão, é preciso reconhecer que ter certeza sobre o curso que se deseja cursar é tão importante quanto se preparar para ele. Por isso, preparamos um panorama geral sobre o que você pode esperar de um bacharelado em Psicologia.

Conforme falamos anteriormente, o curso de Psicologia prepara os profissionais para compreender o comportamento dos seres humanos e, assim, poder ajudá-los a lidar com situações e problemas da vida cotidiana. Nesse sentido, o curso deve ofertar as mais variadas abordagens existentes no campo hoje. Como por exemplo: psicanalise, cognitivo-comportamental, jungiana e muitas outras. Cada uma dessas abordagens aciona métodos e técnicas específicas, mas compartilham do objetivo em comum de promover uma melhoria na qualidade do indivíduo que procura o psicólogo.

Também, essas abordagens se aplicam em áreas de atuação distintas, a saber: psicologia hospital, psicologia escolar, psicologia do trânsito, psicologia voltada para ambientes organizacionais, e a mais famosa de todas: a clínica! Além do mais, é importante lembrar que cada instituição tem um foco específico em alguma dessas áreas. Portanto, se você já tem preferência por alguma delas, seria legal prestar vestibular para uma faculdade que atenda os seus critérios pessoais. Contudo, todas as faculdades são boas e preparatórias, então isso também não tende a ser um grande problema.

Por fim, o curso terá 5 anos de duração e exigirá estágio obrigatório. Para validar a sua formação, muito provavelmente será exigida a entrega de um trabalho de conclusão de curso, muito conhecido no universo acadêmico como “TCC” ou “monografia”. Isso, porém, também varia conforme a instituição.

As faculdades Anhanguera, Pitágoras e Unopar oferecem informações específicas sobre o curso de Psicologia. Vale a pena conferir.

Como passar no vestibular de Psicologia?

Para finalizar, com a escolha de curso e organização de cronograma de estudos definida, você já pode começar a pensar em como se preparar para o momento da prova. Aqui, a paciência e a tranquilidade são fatores que contam muito. Pois a ansiedade e o nervosismo muitas vezes reduzem a atenção dos estudantes.

Acima de tudo, é preciso respeitar os momentos de estudo e os momentos de lazer. Um cérebro fadigado e sem descanso não consegue processar e armazenar informações com a mesma facilidade que o cérebro de alguém que separa de forma adequado o tempo de trabalhar e o tempo de dispersar.

Em suma, portanto, recomendamos que os estudantes levem a sério as suas rotinas e estudem a tempo de memorizar os principais conteúdos. Lembre-se que a preparação é a peça-chave para fazer uma prova com segurança e atenção.

Esse conteúdo foi útil para você? Então acompanhe nossa página principal e fique por dentro de tudo que acontece no universo das faculdades e dos vestibulares!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.