InícioGraduaçãoEngenharia de Controle e Automação3 áreas para quem quer trabalhar com Automação Industrial

3 áreas para quem quer trabalhar com Automação Industrial

Essa matéria trata de 3 áreas para quem quer trabalhar com Automação Industrial. Afinal, esse é um campo que está em alta e com muitas demandas no mercado de trabalho. Confira o conteúdo com a gente.

A Automação Industrial é um ramo que atende às necessidades de planejamento, criação, manutenção e supervisão de sistemas automatizados. Principalmente em indústrias, essa atuação reúne conhecimentos de eletrônica, robótica, circuitos elétricos, entre outros. Por estar diretamente ligada com o funcionamento dos principais equipamentos do setor industrial, escolher essa área pode render excelentes oportunidades profissionais.

O contexto multidisciplinar do curso de Automação Industrial é uma grande vantagem para quem procura um campo de atuação variado. Vamos verificar aqui também mais informações sobre essa graduação e dicas de faculdades para ingressar.

A Robótica é uma das áreas para quem quer trabalhar com Automação Industrial

Primeiramente, podemos dizer que a robótica está entre as áreas de maior crescimento na atualidade. Já que ela trabalha também com os processos integrados de automação industrial aliados à computação de ponta. Por isso, estar nesse ramo de atuação é uma excelente ideia para quem quer preencher as melhores vagas ou mesmo empreender. Há anos, existe muito destaque de projetos em robótica que viraram paradigma no mundo.

As atividades automatizadas de dispositivos faz parte do cotidiano de todos nós. Por essa razão, a robótica vai muito além do uso de grandes equipamentos nas empresas. E se especializar nesse campo, como já dissemos, pode ser engrandecedor.

Muitos estudantes acabam se interessando pela robótica por se tratar de uma disciplina que foca em uma prática muito interessante. Congregando matérias, como matemática, programação, física e outros, a robótica traz um aprendizado único com a finalidade de construir projetos automatizados. E a inovação é o que muitos desses projetos buscam, o que pode render até a criação de patentes.

Gestão de projetos em mecatrônica e a Automação Industrial

A gestão de projetos em mecatrônica é uma das áreas para quem quer trabalhar com automação industrial. Nesse ramo, o profissional atua principalmente no planejamento e supervisão de projetos técnicos de equipamentos automatizados. E fica responsável por garantir a integridade desses projetos desde a concepção teórica até os usos diversos dentro das empresas.

Nesse campo, os responsáveis trabalham conjuntamente com o setor comercial, quando o foco é a criação de processos automatizados para venda. Por isso, há sempre uma preocupação com a excelência de todos os procedimentos desses modelos em automação industrial. Os gestores de projetos em mecatrônica também se debruçam sobre os controles computacionais. Isso porque os sistemas eletromecânicos automatizados devem ser controlados por computador.

Nesse sentido, um gerente de projetos em mecatrônica precisa ter boas noções de programação computacional. Para gerenciar todos esses processos é essencial saber atuar nas matérias que compõem as etapas de criação dos projetos. E como esse campo está em alta, tendo em vista as principais necessidades do mercado de automação industrial, é importante saber que a boa noção em planejamento é um requisito para quem vai atuar com projetos em mecatrônica.

Instalações eletroeletrônicas como uma das 3 áreas trabalhar com Automação Industrial

Especializar-se em instalações eletroeletrônicas pode ser uma ótima ideia para entrar no mercado de trabalho. Porque as demandas para esse tipo de serviço são várias. Desde pequenos estabelecimentos, até grandes indústrias, sempre há necessidade por serviços dentro dessa área. Mas na automação industrial é fundamental ter profissionais que trabalham com as instalações eletroeletrônicas.

Ainda, o profissional desse ramo é quem fiscaliza, orienta e atualiza sistemas de automação industrial. Com as exigências para deixar os equipamentos e os padrões de energia em ordem, essa atividade é quem regula e faz manutenção em todos os processos dessa ordem.

A vida útil dos dispositivos automatizados está ligada com o lucro das empresas. Portanto, os profissionais que gerem os funcionamentos eletroeletrônicos são amplamente requisitados. Grandes centros universitários, como a Pitágoras e a Unopar, oferecem o curso de Engenharia Elétrica. Trata-se de um bacharelado que foca os sistemas de geração e distribuição de energia. Se a sua praia é trabalhar mais com a área de elétrica, esse pode ser o curso ideal para você.

Já o curso superior de Automação Industrial possui também matérias em elétrica e eletrônica. Veremos a seguir mais informações sobre essa graduação.

Como é a graduação na área de Automação Industrial?

O curso superior de Automação Industrial é oferecido pelos melhores centros universitários. E é ideal para quem deseja entrar no campo da mecatrônica, aliando esse universo a outros conhecimentos importantes. O profissional formado poderá trabalhar com a modernização, gerenciamento, manutenção e criação de processos automatizados dentro de indústrias ou grandes empresas.

A grade curricular desse curso é variada. O que permite abrir o leque de atuação na hora de procurar um emprego. Inclusive, é importante avaliar nos sites das universidades quais matérias são oferecidas. Assim, você fica por dentro do que será estudado e pode se preparar desde já.

A Anhanguera oferta o curso de Automação Industrial no nível tecnólogo. Além disso, também possui diversos polos e unidades pelo país, e programas de bolsas de estudo para seus alunos.

Vantagens da formação de nível tecnólogo e a grade curricular

Como já dissemos, a grade curricular do curso tecnólogo de Automação Industrial abrange uma gama variada de matérias. Isso permite que os estudantes possam ter uma formação mais generalista. Sem perder o âmbito específico de cada área, a formação está integrada às principais demandas do mercado de trabalho.

A formação de nível tecnólogo traz o benefício de encurtar o período da formação. Isso é possível pela otimização das disciplinas sem perder a excelência da transmissão do ensino. Dessa maneira, o aluno entra mais cedo para o mercado de trabalho.

Sobre a grade curricular do curso de Automação Industrial, pode ocorrer que algumas nomenclaturas mudem de faculdade para faculdade. Mas, de uma maneira geral, podemos encontrar as disciplinas:

  • Algoritmos e Técnicas de Programação;
  • Circuitos Elétricos;
  • Controles Lógicos Programáveis;
  • Conversão Eletromagnética de Energia e Máquinas Elétricas;
  • Desenho Técnico Projetivo;
  • Eficiência Energética e Qualidade de Energia;
  • Eletrônica Analógica;
  • Eletrônica Digital;
  • Eletrônica e Circuitos de Potência;
  • Física Geral;
  • Fundamentos de Cálculo Aplicado;
  • Gestão da Produção e Manutenção;
  • Gestão de Projetos;
  • Instalações Elétricas;
  • Projeto Integrado em Automação Industrial;
  • Redes de Computadores;
  • Redes de Comunicação Industrial;
  • Robótica;
  • Sistemas Hidráulicos e Pneumáticos, dentre outros.

Por fim, podemos destacar outro curso. A Engenharia de Controle e Automação, que por ser de nível bacharelado, possui conteúdos a mais para formar engenheiros que também devem lidar com os processos automatizados. Se quiser saber sobre esse curso, clique aqui para ler uma matéria que fala tudo sobre ele.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 12

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.