Bolsa de estudo em Agronomia: como conseguir?

Redação Voomp
Colaborador do Voomp

As bolsas para graduação são uma ótima opção para quem quer continuar os estudos e dar os primeiros passos na carreira sem estourar o orçamento. Garantir os estudos em uma boa faculdade é um dos principais passos para abrir as portas para o mercado de trabalho, além de contribuir diretamente com o desenvolvimento pessoal e educacional dos alunos. E a bolsa de estudo em Agronomia: como conseguir?

Sabemos que as vagas para as universidades públicas são concorridas e que a mensalidade das faculdades particulares pode ser difícil de encaixar no orçamento familiar. Por isso, conseguir bolsas de estudo para a faculdade é um dos principais caminhos para levar os estudos adiante. As possibilidades são diversas, então, para escolher o melhor caminho, é importante entender quais são os tipos de bolsas oferecidos e os requisitos para cada uma delas.

Vale lembrar que ter ética e consciência para o trabalho são pontos fundamentais para quem escolher trabalhar com agronomia. Um exemplo importante é o uso de defensivos agrícolas. Alguns deles podem funcionar bem, mas, outros podem envenenar a água, o solo e até mesmo os consumidores. Por isso, ter responsabilidade ética e social é uma característica essencial. Outro ponto importante é a consciência ambiental, pensando frequentemente no impacto que a agronomia pode ter no meio ambiente. Preservação e sustentabilidade devem ser preocupações constantes.

Quais são os tipos de Bolsas em Agronomia e como elas funcionam?

Em relação ao auxílio, existem três tipos básicos de bolsas para graduação:

Integrais: que pagam 100% da mensalidade

Parciais: que pagam uma parte da mensalidade

Ajuda de custo: que oferecem um valor extra diretamente para o aluno, que pode utilizar para pagar custos com materiais e hospedagem, por exemplo.

 

Além disso, podemos pensar nas bolsas em duas grandes classificações:

Públicas: oferecidas em programas do governo

Privadas: oferecidas pelas próprias instituições de ensino

Algumas delas oferecem desconto aos alunos de acordo com o mérito escolar, ou seja, com o desempenho acadêmico na escola e a nota no Enem. Outras são ofertadas de acordo com a necessidade financeira do estudante, mediante comprovante de renda familiar. Algumas instituições mesclam rendimento acadêmico e financeiro, enquanto outras criam programas de seleção próprios, com provas e cartas de recomendação.

Por fim, existem ainda as bolsas por parentesco, que oferecem descontos para parentes de funcionário das instituições. Outra opção é saber se você pode usufruir uma bolsa por potencial de desenvolvimento, quando as empresas investem nos estudos de seus funcionários.

Um bom caminho para começar é garantir uma boa nota no Enem, procurar as instituições de seu interesse e perguntar diretamente se elas oferecem bolsas de estudo e quais são os critérios de seleção. Agora, se você quer fazer uma pesquisa geral, vale conhecer os caminhos principais.

Quais são os principais caminhos para conseguir uma bolsa de estudos em Agronomia?

Iniciação Científica

Essas são para os alunos já matriculados em uma faculdade e com interesse por pesquisa científica. O estudante dedica parte do seu tempo a uma pesquisa, sob orientação de um professor pesquisador, e recebe uma ajuda de custo para pagar seus estudos. Para quem tem interesse, é preciso buscar informações dentro de cada faculdade.

Bolsas de Faculdades

Essas são as bolsas oferecidas pelas próprias instituições de ensino, que podem variar entre integrais e parciais. Os critérios variam de acordo com cada Faculdade e o melhor é pesquisar diretamente na que você tem mais interesse.

Educafro

Nesse caso as bolsas são oferecidas a estudantes negros de baixa renda, vindos de escolas da rede pública de ensino. O programa é parte da Organização não Governamental (ONG) Educafro e tem parcerias com diferentes instituições. Para se cadastrar, basta conferir o site da ONG e, como contrapartida, os alunos contemplados devem participar de trabalhos comunitários e sociais.

Site para inscrição: https://www.educafro.org.br/site/

Programas Estaduais

Essas são as bolsas oferecidas pela Secretaria de Educação de alguns estados, como a de São Paulo, que oferece o Bolsa Universidade, e a do Rio Grande do Sul, que oferece o Procred. O melhor caminho é pesquisar e perguntar na Secretaria do seu estado de preferência.

Fundação Estudar

A Fundação seleciona estudantes para universidades do Brasil e do Exterior. O principal critério de seleção é o mérito acadêmico e os alunos passam por sete etapas diferentes durante a seleção. Existem três iniciativas: Líderes Estudar, Estudar na prática e Estudar Fora. Para se inscrever, basta acessar o site: https://www.estudar.org.br/

Educa mais Brasil

O programa tem parceria com diferentes instituições pelo Brasil e oferece bolsas de estudos parciais de até 70%. Basta se inscrever no site e procurar pela sua cidade, modalidade de ensino e instituição.

Bônus – Bolsas para estudar Agronomia no exterior

Para quem tem excelência ou conhecimento mais avançado em alguma língua estrangeira, vale à pena pesquisar sobre os programas de incentivo em Universidades Estrangeiras.  Existem diferentes instituições que fazem parcerias com Universidades e Escolas Brasileiras e boa parte delas gosta de investir nas parcerias multiculturais, atraindo estudantes de diferentes partes do mundo.

Os critérios de seleção costumam variar entre cada uma, mas os principais são bolsas por mérito acadêmico e recomendação da instituição (com cartas escritas por professores ou coordenadores).

Aqui vão algumas dicas para quem quer tentar estudar fora: Participar de atividades extracurriculares, garantir um ótimo desempenho escolar, fazer exames de inglês ou outra língua estrangeira, verificar exigências e requisitos de cada lugar e entrar em contato com a instituição que você quer estudar.

Agora que você já conhece os principais tipos de bolsas de estudo para graduação, os principais critérios de seleção e os programas mais conhecidos no país, basta analisar um caminho compatível com a sua realidade para garantir os seus estudos com tranquilidade e dedicação.

E como garantir bolsa de estudos para o curo de Agronomia?

Para garantir bolsa de estudos para o curso de Agronomia você pode seguir os caminhos que trouxemos anteriormente. Entre elas, a principal dica é ficar de olho nas oportunidades oferecidas em cada faculdade. Faça uma lista das instituições em que você gostaria de estudar e que oferecem o curso de administração.

Depois disso, se organize para perguntar sobre os processos de bolsa em cada uma delas. A parte mais importante é justamente manter esse contato individual com as instituições, já que cada uma delas têm programas e processos de seleção diferentes. Vale lembrar que o curso de administração é um dos mais concorridos do país, por isso, para conseguir uma bolsa, vale à pena se preparar e estudar com antecedência.

Enfim, treine também e faça cursos para desenvolver uma boa escrita, esse pode ser um grande diferencial na hora de realizar provas e participar de seleções na área. Apesar da alta concorrência, Administração é também uma área muito dinâmica. Logo, vale à pena se dedicar. São diversas possibilidades de carreira e especializações diferentes para contemplar diferentes perfis de estudantes.

O campo de atuação é amplo, passando por empresas, indústria e setor público. O profissional pode ser formar para trabalhar com marketing, logística, recursos humanos, comércio exterior, consultoria, empreendedorismo, controladoria, finanças, auditoria, terceiro setor, administração pública e diversas outras possibilidades. Além disso, os profissionais costumam ser bem pagos na maior parte do mercado.

Que faculdade escolher e como entrar na graduação em Agronomia?

Na hora de escolher a faculdade ideal é muito importante pesquisar se ela oferece boa estrutura de aprendizado, bons professores, uma grade horária regulamentada pelo MEC e bom suporte aos alunos. Para te ajudar nesse período de escolha, nós separamos algumas boas opções de faculdade que oferecem o curso de Agronomia EAD. Entre elas, deixamos três dicas principais: Anhanguera, Pitágoras e Unopar. São instituições reconhecidas pelo mercado e com bom histórico de satisfação dos estudantes.

Na Pitágoras a mensalidade está a partir de R$ 449, na Anhanguera a partir de R$ 399, enquanto na Unopar os valores começam em R$ 99 por mês. Os alunos podem ingressar na faculdade de diferentes formas. Entre elas, vestibular tradicional, vestibular agendado, vestibular online, nota do Enem e transferência externa. O objetivo dessa diversidade é promover a democratização dos estudos e permitir que estudantes de diferentes regiões e trajetórias possam iniciar a graduação.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o curso de Agronomia sobre as possibilidades de estudo e mercado de trabalho, fica mais fácil decidir se esse é o curso certo para você. Depois de se decidir, é hora de se preparar para o vestibular e organizar a nova rotina. Pesquise bem sobre as possibilidades de trabalho e especializações da área para entrar preparado e aproveitar o melhor que o período de faculdade pode oferecer.

Qual é o perfil de um profissional e estudante de Agronomia

A área de agronomia tem um campo profissional diverso e, justamente por isso, conta com profissionais de perfis variados. Algumas características estão presentes em profissionais de diferentes áreas, e devem ser aprimoradas pelos estudantes. Entre elas, o olhar analítico e observador para o espaço ao redor, a capacidade de enxergar novas possibilidades e a flexibilidade de pensamento.

Saber se comunicar também é uma habilidade muito importante, afinal, é com ela que o profissional vai dialogar com seus clientes, liderar a equipe e explicar quais são as diretrizes dos projetos que ele tem em mente. Flexibilidade e capacidade de se adaptar para resolver novos problemas também costumam ser habilidades recorrentes.

Entender o perfil de um estudante de agronomia pode ser um ótimo caminho para entender se esse é o curso certo para você. Existem algumas características importantes que podem ser também cultivadas para que os estudos aconteçam da melhor forma. Ter paixão pessoal pelo campo é um dos pontos essenciais. Isso acontece porque boa parte do trabalho vai envolver agricultura e pecuária. Além disso, todos os profissionais devem lidar, em algum momento, com a terra e os animais, mesmo que trabalhem em áreas mais administrativas.

Logo, interesse por trabalhar no meio rural é um dos pontos mais importantes. Outra característica essencial para os estudantes de agronomia é ter atenção ao todo e também aos detalhes. O agrônomo deve pensar e entender de cada etapa e detalhe de uma plantação ou ambiente que trabalhe, desde a irrigação até as ervas daninhas. Nessa carreira, pequenas mudanças podem gerar grandes efeitos positivos.

Quais são as principais áreas de atuação para Agronomia?

A carreira em Agronomia tem um perfil dinâmico e bem diverso, permitindo que profissionais de diferentes perfis se encontram e se desenvolvam em especializações também bastante diversas. Vale lembrar que o mercado se mostra mais atraente para profissionais especializados, com salários maiores e mais demanda de empregos. Por isso, vale à pena encontrar a área que mais se relaciona com os seus objetivos profissionais e dedicar-se com afinco a ela.

Para ajudar a trabalhar em áreas mais específicas, os estudantes podem buscar por cursos de pós-graduação e doutorado depois de terminar a graduação. Algumas especializações acadêmicas disponíveis são: Engenharia Agrônoma, Zootecnia, Gestão de agronegócios e melhoramento de solos.

As possibilidades são inúmeras, basta entender quais delas se encaixam melhor no seu perfil profissional. Além dos cursos de pós-graduação, vale à pena investir em cursos extracurriculares seminários, workshops, grupos de estudo durante a graduação, pesquisa de iniciação científica e publicação de artigos durante os anos de estudo. Tudo pode contribuir para que você se transforme me um profissional especializado e mais qualificado para o mercado.

Para te ajudar nessa fase de escolha, trouxemos dez das principais áreas de atuação em agronomia e depois vamos falar melhor de algumas delas:

  1. Gestão Rural
  2. Viabilização da melhoria na nutrição animal
  3. Vigilância sanitária
  4. Otimização e manejo do solo
  5. Produção agroindustrial
  6. Aplicação de estratégias de fitotecnia
  7. Indústria de alimentos
  8. Ensino e pesquisa
  9. Desenvolvimento de defensivos agrícolas
  10. Setor público e terceiro setor

 

Vigilância e defesa Sanitária

Essa é uma ótima escolha de trabalho para quem quer trabalhar em espaços que impactem diretamente a vida na sociedade. Nessa área o agrônomo lida com a qualidade dos alimentos de origem vegetal ou animal. Além disso, ele garante que os produtos alimentícios sejam produzidos e comercializados de forma segura e com qualidade.

Otimização e manejo do solo

Aqui o profissional vai atuar para recuperar matas devastadas, cuidando também do plantio e do manejo em áreas de reflorestamento. Essa é, enfim, uma área essencial para a qualidade da produção agrícola, sendo uma das que mais empregam profissionais qualificados. O agrônomo pode ainda trabalhar para preservar biomas e cuidar do aproveitamento mais sustentável das florestas.

Desenvolvimento de defensivos agrícolas

O agrônomo é um dos profissionais mais requisitados para trabalhar no cargo, já que acumula conhecimento da legislação e também da política agropecuária. Aqui o trabalho é fazer testes, simulações e registros par que os defensivos sejam avaliados e validados por auditorias e por órgãos governamentais. Essa é uma função muito importante, já que seu principal objetivo é garantir controle e qualidade.

Qual é a grade curricular da faculdade de Agronomia?

Assim como acontece em outras faculdades, em agronomia as matérias do início do curso costumam ser mais introdutórias e gerais, preparando, principalmente, a base teórica dos alunos. Na medida em que o curso avança, as disciplinas ficam mais específicas, abordando temas importantes para a profissão. E, perto do fim, diferentes matérias práticas e de campo entram no currículo. A nomenclatura utilizada por cada instituição pode variar, mas, as matérias costumam ser as mesmas, já que a lista é aprovada e indicada pelo MEC. Confira abaixo as principais matérias em cada ano do curso:

Primero ano

Cálculo Integral e Diferencial;

Biologia Geral e Vegetal;

Agroecologia e Gestão Ambiental;

Zoologia e Entomologia Agrícola;

Desenho Técnico e Construções Rurais;

Introdução à Agronomia;

Química Aplicada;

Física aplicada.

Segundo ano:

Metodologia da Pesquisa Científica;

Fertilidade do Solo;

Mecanização Agrícola;

Bioquímica;

Morfologia e Sistemática Vegetal;

Química Agrícola e Analítica;

Microbiologia Agrícola;

Hidráulica e Irrigação;

Anatomia e Fisiologia Animal.

Terceiro ano

Fisiologia Vegetal e Nutrição de Plantas;

Zootecnia;

Experimentação Agrícola e Bioestatística;

Geotecnologias Aplicadas;

Agrostologia e Nutrição Animal;

Genética e Melhoramento;

Economia e Comercialização Agrícola;

Gestão do Projeto de Vida.

Quarto ano:

Manejo e Conservação do Solo;

Horticultura;

Tecnologia de Produtos Agropecuários;

Biotecnologia e Micropropagação Vegetal;

Tecnologia de Produção de Sementes e Armazenamento;

Avaliações, Perícias e Direito Agrário.

Quinto ano

Fruticultura;

Silvicultura;

Paisagismo, Floricultura, Parques e Jardins;

Empreendedorismo;

Gestão Rural, Agroindústria e Projetos;

Sociologia, Extensão Rural e Deontologia.

Ferramentas para ajudar nos estudos em Agronomia

Passar no vestibular e tirar boas notas para garantir bolsas de estudos pode não ser uma tarefa fácil. Por isso, atualmente existem diversas ferramentas digitais que facilitam a vida dos estudantes, além de algumas ferramentas tradicionais que podem se utilizadas fora das telas para organizar e melhorar os estudos. Para te ajudar nessa fase, separamos algumas ferramentas online e off-line para você conhecer.

Trello

Essa é uma ferramenta para quem precisa melhorar a organização e gestão de tarefas. O trello permite organizar projetos por meio de listas que podem se ajustar de acordo com a necessidade de cada um. Uma as vantagens é que a ferramenta permite que mais de uma pessoa gerencie os projetos, o que pode ajudar em grupos de estudo e pequisa.

Clockify

Um monitorador de tempo e tabelas gratuito que permite monitorar o tempo gasto em cada projeto. Pode ser um bom caminho para organizar melhor os estudos, planejando e acompanhando o tempo gasto em cada disciplina, tópico ou área de conhecimento.

Ela permite monitorar ainda o tempo gasto com o que você faz no computador, ajudando a organizar o tempo de descanso e pesquisa, por exemplo. O sistema mostra um painel com cada atividade e o tempo total de uso em cada uma delas. É uma boa ferramenta para entender melhor como e onde o tempo tem sido gasto.

Mapas Mentais

Essa é uma ótima ideia para quem quer se organiza melhor e visualizar os projetos de forma mais ampla, sem depender de plataformas online ou digitais. Os Mapas Mentais são representações gráficas de pensamento, organizados e divididos a partir de um conceito central. Eles podem facilitar na hora de memorizar conteúdos, melhorar a compreensão e o aprendizado.

Os mapas podem ser simples ou elaborados, criados com a ajuda de aplicativos ou de forma manual, utilizando cores, formas, desenhos, linhas diferentes, tudo para que você visualiza melhor os tópicos estudados. Eles são ótimos para simplificar e selecionar as informações mais relevantes.

Agendas

Nada melhor do que uma boa agenda para organizar a rotina e os estudos. Muitas vezes o planejamento de aprendizagem e estudos não dá certo porque deixa de lado o ponto mais essencial: organizar e anotar o que foi planejado. Existem milhares de aplicativos de agenda atualmente, mas as agendas e planners de papel podem ser uma ótima ideia para quem quer colocar atividade off-line na rotina.

Liste os tópicos, escolha cores diferentes para cada área de planejamento e de matérias a serem estudadas, por exemplo. Marque as datas no calendário e escreva tudo o que precisa ser feito. No fim do dia, marque o que foi realmente realizado. Esse é um ótimo caminho para seguir o planejamento e, além disso, para entender se você está distribuindo bem as tarefas ou colocando coisas demais no mesmo período.

O que mais saber sobre bolsa para o curso de Agronomia?

Enfim, agora que você já conhece um pouco mais do curso de agronomia, das disciplinas ofertadas, além das principais áreas de trabalho, fica mais fácil decidir se essa é a carreira certa para você. Depois disso, o próximo passo é seguir as dicas que trouxemos para conseguir uma bolsa em administração e se preparar para os melhores resultados. Essa é uma área que exige muito estudo, leitura e dedicação de seus profissionais.

Por isso é importante organizar uma nova rotina para concluir a graduação da melhor forma possível. Separe algumas horas específicas de estudo para conhecer cada área da profissão, faça um planejamento das tarefas e pesquisa que atividades extras a sua faculdade oferece além da grade curricular. Essas atividades são um ponto muito importante para a sua formação como estudante e também como futuro profissional.

Por fim, procure seminários, estágios, projetos de pesquisa, grupos de estudo e espaços para trabalho voluntário. Essas práticas podem, enfim, te ajudar a melhor a sua experiência profissional ainda durante a graduação. E, além disso, expandir os seus conhecimentos mais específicos sobre a carreira. Aproveitar a graduação em Administração é um dos melhores caminhos para expandir seus horizontes profissionais e entrar com o pé direito na carreira.

 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.