Como estudar para o Enem sozinho: 5 dicas

Redação Voomp
Colaborador do Voomp

Crédito: Imagem: Julia M Cameron / Pexels

Vai prestar o Enem sem fazer cursinho? Então, a solução é encarar o estudo por conta própria. É um desafio, claro. Mas com as nossas dicas de como estudar para o Enem sozinho, somadas a uma boa dose de disciplina, foco e planejamento, você poderá superá-lo.

Primeiramente, fique tranquilo e não desanime. Assim como você, muitos estudantes estão na mesma situação. Ou seja, sem grana pra um cursinho, principalmente neste período de pandemia.

A seguir, vamos te dar uma série de toques importantes e te ajudar, de alguma forma, a encarar essa tarefa e ser aprovado.

Afinal, o Enem é o caminho?

Antes de descobrir como estudar para o Enem, é importante entender um pouco mais sobre o exame e seu papel. Afinal, é por meio do Enem que milhares de candidatos conquistam, todos os anos, uma vaga na faculdade.

O Exame Nacional do Ensino Médio surgiu em 1998 como ferramenta de avaliação da qualidade do Ensino Médio no País. A princípio, o Ministério da Educação entendia que quanto melhor fosse a base escolar do estudante, melhor seria seu desempenho nas provas.

Contudo, na prática, o resultado do aluno no Enem serve de ponte para universidades públicas e privadas. Assim, conforme foi se consolidando como alternativa de acesso ao Ensino Superior, o exame passou a ser aceito pela maioria das universidades brasileiras. 

Nesse sentido, as instituições passaram a considerar a pontuação do Enem como critério para concessão de vagas e bolsas de estudo, reduzindo a barreira social para os estudantes de baixa renda. 

Para ampliar ainda mais os meios de acesso à universidade, o Ministério da Educação também lançou o SISU e o ProUni. 

Enquanto o Sistema de Seleção Unificada conecta os estudantes e as universidades públicas a partir das notas do Enem, o ProUni é um mecanismo em que o governo “aluga” vagas em universidades privadas. 

Em outras palavras, o estudante cursa a faculdade financiado pelo governo. Após se formar, ele vai pagando as parcelas até quitar a dívida com o programa.

Ou seja, tanto em um caso como em outro, a melhor estratégia é tirar a nota mais alta possível. Por isso, vale a pena o esforço, desde que você saiba como estudar para o Enem, mesmo que sozinho.

5 dicas de como estudar para o Enem sozinho

Engana-se quem pensa que para se preparar para o Enem basta dedicar tempo, ler e decorar conteúdos. 

Afinal, é uma prova de dois dias, dividida em cinco partes, sendo uma delas a redação dissertativa argumentativa. 

As provas abrangem:

Saiba, com mais detalhes, o que cai em cada prova do Enem.

Portanto, tenha um bom planejamento de estudo, foco e preparação pessoal (mental e física). Foi pensando nisso que listamos 5 dicas de como estudar para o Enem sozinho.

1 – Adote uma postura mental e emocional positiva

Tanto quanto ter o conhecimento das matérias, é preciso adotar uma postura mental e emocional corretas.

Frequentemente, no processo de estudar para o Enem, muitos candidatos se preparam bem. Porém, conforme a data da prova se aproxima, ficam nervosos e duvidam da própria capacidade.

Por isso, para fugir da autossabotagem diante de um desafio, acredite em você, pense positivo, imagine o resultado como possível de alcançar e persevere.

2 – Prepare-se fisicamente para estudar para o Enem

O segredo de como estudar para o Enem também está ligado à disposição física. Serão muitas horas sentado em frente ao computador, lendo, escrevendo, fazendo cálculos, anotações e forçando a visão. 

Uma boa alimentação, programação de descanso de 15 minutos a cada 2 horas de estudo e sono regular são essenciais. Como resultado, você estará mais motivado e aumentará a capacidade de assimilação dos conteúdos exigida pela prova.

3 – Organize um cronograma de estudos

Conforme o tempo disponível e o curso escolhido, organize um cronograma de estudos regular e diário.

Alguns especialistas apontam que são necessárias ao menos quatro horas diárias divididas em períodos de duas horas. Além disso, tenha regularidade e continuidade, mantendo uma frequência de segunda a sexta ou segunda a sábado. 

Essa fórmula ajuda na disciplina e no planejamento para estudar para o Enem.

4 – Foque os estudos conforme o curso que pretende fazer

Tenha em mente que o universo de conhecimentos abordado pelo Enem tem a ver com as matérias do Ensino Médio. 

Assim, Matemática, Língua Portuguesa, Literatura, Física, Química, Biologia, História Geral e Brasileira, Geografia, Filosofia e Sociologia, Educação Física e Artes são mandatórias. Sem esquecer da Redação, cuja pontuação mínima é pré-estabelecida (em 2021 foram 400 pontos). 

Nesse sentido, veja a quantidade de horas totais de seu planejamento para estudar para o Enem e divida-o assim: 

  • 40% para a Redação (aliás, aproveite e veja como escrever bem uma redação);
  • 40% para as matérias de maior peso, de acordo sua opção de curso;
  • 20% para as demais matérias. 

Logo, se o curso escolhido for de Exatas, 40% do tempo de estudo deve ser dedicado à Matemática, Física e Química. 

Se, por outro lado, sua opção é pela área de Humanas, Língua Portuguesa, Literatura e História, por exemplo, devem ter mais peso. 

Desse modo é possível estudar para o Enem passando por todo o conjunto de conhecimentos, mas com maior foco nas matérias decisivas, já que não se pode zerar em nenhuma.

5 – Adote uma metodologia de estudo diversificada para estudar para o Enem

Por fim, é importante planejar a metodologia para estudar para o Enem. A dica aqui é variar as fontes de pesquisa, alternando entre texto, áudio e vídeo. 

Em paralelo, inclua atividades práticas em cada matéria, pois são elas que fixam o conteúdo na mente. 

Também entre no site do INEP, baixe provas anteriores e teste seus conhecimentos, analisando onde precisa melhorar. Igualmente, conheça os temas de redações anteriores para direcionar suas leituras.

Junto com essas dicas, confira cinco erros para não cometer no Enem. Boa sorte!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 10

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.