Como usar a nota do Enem

Bianca Araújo
Colaborador do Voomp

Crédito: Foto: Karolina Grabowska em Pexels.

Se você vai fazer o Enem este ano, saiba que o resultado dessa prova ajuda muito no ingresso em uma faculdade no Brasil. Pensando nisso, o Hora da Facul separou algumas dicas sobre como usar a nota do Enem. 

O Exame Nacional do Ensino Médio é um programa do governo brasileiro que tem como principal objetivo avaliar o desempenho escolar dos estudantes que estão finalizando o ensino médio. 

O ano de 1998 foi marcado pela fundação do programa; . E esse, eventualmente, se transforma. Assim, a partir de 2009, o Enem passou a trabalhar em conjunto com centros educacionais para selecionar alunos elegíveis às graduações.

Sobretudo, é importante ressaltar que qualquer pessoa que tenha terminado o ensino médio pode fazer a prova do Enem. Mesmo que seja para avaliar os seus conhecimentos ou para, talvez, fazer parte das seleções de desconto para programas de bolsas de estudos nas faculdades. 

Mas, como usar a nota do Enem para ingressar na faculdade?

Em termos, as notas do Enem podem ser usadas de diversas maneiras. Mas as mais famosas são:

  • Pelo sistema SISU (Sistema de Seleção Unificada), programa que ajuda jovens a entrar em universidades federais usando as notas do Enem.
  • Pelo FIES (o fundo de financiamento estudantil do governo).
  • Pelo programa Universidade Para Todos (Prouni).
  • Atualmente, as notas também são aceitas em mais de 50 instituições de educação superior em Portugal. 

Todas essas modalidades possuem suas particularidades. Cada programa, portanto, também tem suas exigências. No entanto, sem esquecer o intuito de auxiliar os brasileiros a conseguir o diploma e a se formar na profissão escolhida. 

 

Opções de como usar a nota do Enem

Uma coisa que todos devem ter em mente é que as notas mais altas conseguem melhores aderências às vagas nos programas. Por isso, os alunos levam essa fase a sério. Alguns fazem cursinhos preparatórios para o Enem ou estudam durante as férias.

Notas abaixo de 200 são desconsideradas no programa. Outra coisa que leva à exclusão é uma redação zerada. Isso pode afetar não somente o seu desempenho estudantil como também não o ajuda a entrar nos programas estudantis.

Os alunos que tenham um sonho de entrar em uma universidade pública podem tentar o SISU. Já os interessados em pagar a faculdade, depois de começar a carreira na área escolhida, podem se inscrever no FIES. Existe, ainda, o programa de bolsas de estudo brasileiro denominado Prouni.

 

 Fies

Imagine-se financiando os seus estudos durante todo o período do curso e só começando a pagar ao final da faculdade? Isso parece um sonho, não é mesmo? Mas é uma realidade!

Muitas pessoas ainda não sabem, mas o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa que visa financiar as despesas estudantis. Os alunos que não possuam recursos para arcar com as mensalidades do curso possuem a chance de começar a pagar somente ao obterem o diploma.

Os brasileiros interessados em participar do programa podem se inscrever através do site do Fies. A plataforma unificada do governo brasileiro utiliza o login e senha do portal gov.br.

O Fies financia de 50% até 100% da mensalidade do estudante. Os alunos que fizeram o Enem entre 2010 e 2019 podem participar do programa. Para isso, devem ter obtido uma média maior ou igual a 450 pontos nas provas e nota superior a zero na redação. Também precisam comprovar renda de até três salários mínimos por pessoa. 

Prouni

O Prouni (Programa Universidade para Todos) é um programa do Ministério da Educação que também utiliza a nota do Enem. O recurso visa oferecer bolsas de estudos integrais ou parciais em instituições particulares de educação superior.

De acordo com o MEC, para ingressar no programa, o estudante precisa comprovar renda familiar bruta mensal por pessoa de até 1,5 salário mínimo. Já para concorrer às bolsas parciais, devem ser comprovados até 3 salários mínimos por pessoa. 

Quem pode participar do Prouni? 

Os estudantes que tenham concluído o ensino médio em escola pública ou bolsistas de escola particular que tenham participado do Enem mais recente e obtido 450 pontos na média. Ademais, os estudantes com deficiência não precisam comprovar que estudaram em escola pública ou que foram bolsistas em escola particular para participar do Prouni.

 

Sisu

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) também é um programa social do MEC. Esse oferece vagas nas universidades públicas brasileiras. Se você tem interesse em participar do programa, é necessário fazer o Enem e ter tirado mais de 450 pontos na média.

Quais os critérios para a escolha dos candidatos?

O aluno precisa ter tirado a maior pontuação na redação, a maior pontuação na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. A maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias; A maior nota na prova de Ciência da Natureza e suas Tecnologias, a maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

 

Estudar em Portugal

Após algumas mudanças na legislação portuguesa, o  Enem também passou a ser utilizado em mais de 50 faculdades do país. O programa, por sua vez, avalia brasileiros que residam em Portugal e queiram ingressar no ensino superior.

As universidades portuguesas criam processos seletivos para estrangeiros desde 2014. Várias instituições firmaram acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para usar os resultados do Enem, possibilitando o acesso dos brasileiros às graduações europeias.

Quem pode se inscrever?

Jovens que tenham terminado o Ensino Médio e que residam há no mínimo dois anos ininterruptos em Portugal. Os interessados podem se inscrever pela internet através dos sites das faculdades.

É importante lembrar que as notas mínimas exigidas variam de acordo com o padrão de cada universidade. Os valores também vão depender de cada instituição de ensino. Porém, em geral, os aprovados devem desembolsar 25€ para taxa de matricula e 1.500€ a 7.000€ de anuidade que pode ser parcelado ao longo do ano.

Qualquer brasileiro que possua nota do Enem igual ou superior a 475 pontos pode se inscrever em graduações em Portugal. Contudo, desde que, quando convertida para o sistema português, a nota seja igual ou superior a 15. Os candidatos brasileiros com nota superior a 17,5 são elegíveis para ganharem bolsas totais.

Se interessou? Acesse o site do Inep e saiba mais:

 

Obter bolsa de estudos em faculdade privada

Uma forma muito comum de usar a nota do Enem é se inscrevendo na instituição de ensino utilizando a nota da prova como vestibular. Ou, ainda, prestar o vestibular da faculdade e, pela nota, verificar qual seria a opção mais viável para possíveis descontos.

Em tese, as regras variam de acordo com cada centro educacional. Algumas exigem uma nota mínima das provas e da redação. Já outras pedem apenas que o candidato não tenha zerado a redação.

 

 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.