Criminologia é uma ciência?

Redação Voomp
Colaborador do Voomp

Crédito: Imagem: Reprodução

A criminologia é considerada uma ciência autônoma que estuda a criminalidade de forma geral. No entanto, para ser um criminólogo é necessário ter formação na área. Se você tem espírito investigativo, é curioso e aprecia desvendar crimes, está aí uma opção de carreira.  Além disso, o mercado cresce e oferece várias possibilidades de atuação. Quer saber o que faz um profissional da área e onde estudar? Continue nessa leitura para saber mais. 

A ciência da criminologia

A ciência da criminologia tem ganhado espaço perante as demais ciências pois contribui de forma positiva com a justiça. Em outras palavras, o trabalho do criminólogo vem sendo cada vez mais respeitado e requisitado. Em terras brasileiras, a criminologia somente foi reconhecida oficialmente no final do século XIX. De lá para os tempos atuais, muita coisa mudou tanto no formato do trabalho como nos meios de investigação.

No intuito de tornar o trabalho mais ágil e preciso, tecnologias foram acrescentadas ao trabalho do profissional. O uso de materiais de alta precisão, câmeras fotográficas de maior resolução, além de computadores e smartphones. Portanto, caso você não tenha muita intimidade com aparelhos e softwares, tenha em mente que são pontos fundamentais para o trabalho.

Certamente, como o próprio nome sugere, essa ciência se origina do crime. Porém, isso vale como objeto de estudo bem mais amplo. A criminologia se preocupa com a delinquência como um todo: origem, causa, finalidade, ou seja, o crime, o criminoso e a criminalidade. Por esse motivo, ganhou o título de ciência, devido a sua abrangência e relevância teórica e prática. Desse modo, aborda aspectos de outras ciências, entre elas, a jurídica, psíquica e social.  

Criminólogo e o mercado de trabalho

Certamente quando se pensa em qual profissão seguir primeiramente as dúvidas sobre o mercado de trabalho passam em nossa mente. De antemão, informe-se: as oportunidades de um criminólogo existem em locais variados. Eventualmente, as melhores vagas estão concentradas em:

  • Recursos humanos: sim um criminólogo é requisitado para identificar perfis de candidatos a vagas de emprego. Isso vale como forma de mapear quais colaboradores mais se identificam com a empresa e com as vagas oferecidas;
  • Investigações criminais: certamente um dos ramos que mais atraem os estudantes de criminologia. Geralmente as oportunidades estão dentro da segurança pública e em empresas de consultoria. Concurso público é um caminho interessante para nessas vagas.
  • Empresas, na área jurídica: a criminologia está contribuindo para investigações criminais, por exemplo. Às vezes escritórios de advocacia especializados em direito criminal recorrem a criminólogos ;
  • Consultoria: a criminologia é um conhecimento voltado também para a elaboração de políticas públicas. Dessa forma, o profissional é recrutado para contribuir na constituição da legislação criminal;
  • Segurança privada e pública: também é uma opção para o profissional que estuda criminologia. No intuito de melhorar os serviços prestados, empresas de segurança privada necessitam de criminólogos.

O curso superior de Criminologia: como é e quem pode fazer

O estudante que terminou o ensino médio já pode ingressar na graduação de Criminologia e encontra um vasto mercado de atuação. No intuito de preparar o aluno sob as várias competências exigidas, é interessante verificar a grade curricular antes de tudo. Aspectos legais, biológicos, psicológicos, devem ser abordados em um bom curso de Criminologia.

Como toda ciência, o trabalho do criminólogo exige como base fontes confiáveis. Nesse sentido, para ser um bom profissional é fundamental escolher uma graduação de referência. Separamos as disciplinas oferecidas pelo curso bacharelado em Criminologia da Anhanguera como exemplo:

  • Análise Criminal e Tecnologia Forense;
  • Criminalística, Segurança Pública e Privada;
  • Criminologia Contemporânea;
  • Direito Penal – Dos Crimes em Espécie;
  • Direito Penal – Teoria das Penas;
  • Direitos Humanos e Cidadania;
  • Negociação e Gestão de Conflitos de Segurança;
  • Organizações Criminosas e Criminalidade;
  • Política Criminal e Processos de Criminalização;
  • Políticas de Inclusão e Ações Afirmativas;
  • Psicologia Social;
  • Psicopatologia e Crime;
  • Sociologia Criminal;
  • Teoria da Investigação Criminal;
  • Teoria Geral do Direito Constitucional;
  • Teoria Geral do Processo Penal;
  • Teoria Jurídica do Direito Penal;
  • Vitimologia e Penalogia.

Além disso, é importante desenvolver competências digitais. A criminologia utiliza da tecnologia para apurar os fatos no seu cotidiano. Certamente será necessário agregar conhecimentos para desenvolver um bom trabalho. Isso vale para aprender a manusear corretamente softwares e aparelhos tecnológicos variados. 

Qual valor, duração e modalidades de estudo?

Primeiramente, é importante ressaltar que a criminologia é um bacharelado de curta duração, com matérias focadas nos temas. Dessa maneira, o aluno conclui em 5 semestres, ou seja, 2 anos e 6 meses

O período reduzido de curso é ofertado no intuito de direcionar bem o estudante para as disciplinas que realmente importam. Em síntese, é direcionado para temas que realmente vão fazer a diferença para ser um bom profissional.

Apesar de tudo, de todas essas vantagens, a mensalidade tem um valor bem acessível.  Na Unopar, por exemplo, a mensalidade é a partir de R $169,90. Mas dentro desse valor ainda é possível negociar utilizando o desconto da nota do Enem, por meio do site Quero Bolsa, ou ainda o Prouni.

A modalidade de estudo é a distância (EAD). Mesmo que você nunca tenha estudado dessa maneira, certamente há vantagens neste formato de estudo. Uma delas, é assistir às aulas e fazer as atividades nos horários que mais lhe convém. Ao mesmo tempo, não deixa de ser uma oportunidade para você desenvolver sua autonomia estudando fora de uma sala de aula tradicional. Experimente e desafie a si mesmo. Sem dúvida, o criminólogo é requisitado pelo mercado, portanto este formato de estudo também é totalmente aceito em empresas e concursos.

Se você acha que tem perfil de criminólogo, se gostou das oportunidades que o mercado de trabalho oferece, então é ponto de partida para iniciar. Como forma de aprofundar mais sobre o assunto, fica aqui a sugestão desse artigo que aponta a diferença entre criminalística e criminologia.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.