Quais as atividades de um fisioterapeuta hospitalar?

Redação Voomp
Colaborador do Voomp
São várias as atividades do fisioterapeuta hospitalar

Crédito: Foto: Por SimpleFoto/ Canva

À primeira vista, para quem desconhecia o trabalho dos fisioterapeutas, ver durante a pandemia a atuação desses profissionais no ambiente hospitalar, trouxe um novo panorama da importância dessa profissão na promoção da saúde das pessoas. Nesse sentido, o que faz um fisioterapeuta hospitalar? É o que vamos te mostrar nesse artigo!

No Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, na Suíça, em 2020, foram mencionadas a terapia física e a terapia respiratória, ambas utilizadas no contexto hospitalar, por fisioterapeutas, como as carreiras promissoras para o futuro, na área de saúde.

Fisioterapia Hospitalar

A relevância da Fisioterapia Hospitalar só foi reconhecida na década de 1970, pouco depois do próprio reconhecimento da profissão de fisioterapeuta, que ocorreu em 1969.

Em primeiro lugar, essa especialidade ganhou status por conta da assistência respiratória nos pacientes, feita pelos fisioterapeutas nos hospitais. 

Posteriormente, os profissionais da área de saúde têm observado aumento na complexidade dos cuidados que devem ser destinados aos pacientes internados em unidades de terapia intensiva – UTIs e nas internações hospitalares, de forma geral.

Então, tornou-se indispensável ter profissionais de Fisioterapia como membros das equipes de saúde. Apesar disso, os profissionais de Fisioterapia só foram incluídos, como parte da equipe, para o funcionamento mínimo de uma UTI, em 2010. 

Onde atua o fisioterapeuta hospitalar?

Como os hospitais são unidades onde atuam equipes multidisciplinares, os fisioterapeutas são profissionais que fazem parte de diversas áreas. Nesse sentido,  listamos algumas especialidades, dentro dos hospitais, onde os fisioterapeutas podem atuar:

  • Neonatologia;
  • Neurologia;
  • Oncologia;
  • Ortopedia;
  • Pneumologia;
  • Dermatologia (no tratamento de queimados);
  • Unidades de terapia intensiva e semi-intensiva;
  • Área de pesquisas hospitalares;

Quais as atividades do fisioterapeuta hospitalar?

A princípio, esses profissionais atendem pacientes internados para prevenir complicações respiratórias, neurológicas e motoras. Contudo, as atribuições dos fisioterapeutas nos hospitais vai depender muito do local de trabalho.

Por exemplo, para se ter uma ideia a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), em seus manuais de parâmetros de atendimento, define algumas atribuições para os fisioterapeutas de UTIs, que citamos algumas abaixo: 

  • Realizar consulta fisioterapêutica, anamnese, solicitar e realizar interconsulta e encaminhamento;
  • Realizar avaliação física e cinesiofuncional específica do paciente crítico ou potencialmente crítico;
  • Realizar avaliação e monitorização da via aérea natural e artificial do paciente crítico ou potencialmente crítico;
  • Solicitar, aplicar e interpretar escalas, questionários e testes funcionais;
  • Solicitar, realizar e interpretar exames complementares como espirometria e outras provas de função pulmonar, eletromiografia de superfície, entre outros;
  • Determinar diagnóstico e prognóstico fisioterapêutico;
  • Planejar e executar medidas de prevenção, redução de risco e descondicionamento cardiorrespiratório do paciente crítico ou potencialmente crítico;
  • Prescrever e executar terapêutica cardiorrespiratória e neuro-músculo-esquelética do paciente crítico ou potencialmente crítico;
  • Prescrever, confeccionar e gerenciar órteses, próteses e tecnologia assistiva;
  • Aplicar medidas de controle de infecção hospitalar;
  • Avaliar e monitorar os parâmetros cardiorrespiratórios, inclusive em situações de deslocamento do paciente crítico ou potencialmente crítico;
  • Avaliar a instituição do suporte de ventilação não invasiva;
  • Gerenciar a ventilação espontânea, invasiva e não invasiva;
  • Prescrever a alta fisioterapêutica;
  • Emitir laudos, pareceres, relatórios e atestados fisioterapêuticos;
  • Realizar atividades de educação em todos os níveis de atenção à saúde, e na prevenção de riscos ambientais e ocupacionais.

Outras possibilidades para o fisioterapeuta hospitalar

Desde já é preciso esclarecer que, trabalhar na promoção da saúde no ambiente hospitalar também é uma atribuição dos fisioterapeutas.

Nesse sentido, em alguns hospitais, gestores desenvolvem, junto à equipe multidisciplinar, atividades diferenciadas não só para os pacientes já internados, mas por exemplo, nas salas de espera.

Além disso, é possível que os fisioterapeutas atuem junto aos colaboradores dos hospitais, no contexto laboral.

Do mesmo modo, outra possibilidade são os treinamentos, capacitações e o desenvolvimento de novas tecnologias para o manuseio de equipamentos, especialmente na área de ventilação artificial do hospital.

Por exemplo, no Brasil, o capacete Elmo (usado na recuperação de pacientes internados na rede pública de saúde, com casos leves e moderados de Covid-19), desenvolvido na Escola de Saúde Pública do Ceará, vem sendo disseminado, por profissionais de saúde, incluindo fisioterapeutas, por todo o país. 

Formação em Fisioterapia Hospitalar

Antes de mais nada, é importante destacar que para atuar no âmbito hospitalar como fisioterapeuta é necessário ser graduado na área, em curso reconhecido pelo MEC. Sendo assim, a formação específica é por meio de uma especialização, que além de agregar os conhecimentos necessários, é fator relevante no momento da contratação.

Os cursos de pós-graduação para essa especialidade, tem em geral 420 horas de duração, o que equivale a mais ou menos um ano e meio de formação. Por exemplo, citamos abaixo algumas das disciplinas e conhecimentos que serão aprendidos na especialização:

  • Avaliação em Fisioterapia Hospitalar;
  • Fisioterapia em Queimados
  • Fisioterapia Neuro Funcional no Hospital Geral
  • Fisioterapia Pneumo Funcional em Paciente Cirúrgico
  • Fisioterapia Pneumo Funcional no Hospital Geral
  • Fisioterapia Traumato Ortopédica Funcional no Hospital Geral
  • Metodologia da Pesquisa Científica
  • Recursos Especiais em Fisioterapia Hospitalar
  • Fisioterapia Pneumo-Funcional em UTI Adulto, Infantil e Neonatal

Salário do fisioterapeuta hospitalar

Desde já ressaltamos que, como em outras áreas de atuação do fisioterapeuta, os valores de salário vão depender do local de trabalho, do porte da empresa e da carga horária.

Por exemplo, em entidades públicas existem os concursos e processos seletivos simplificados, como os que ocorreram em caráter de urgência, em virtude da pandemia. 

Conforme o Banco Nacional de Empregos a remuneração de fisioterapeutas em hospitais variam entre R$ 2.761,00 a R$ 3.917,00.

Por outro lado, de acordo com o site Catho, um dos maiores portais de empregos do Brasil, a média salarial desses profissionais é de R$ 3.043,00.

Por exemplo, se formos levar em conta o salário inicial, na atuação de fisioterapeutas nas UTIs, o valor é de R$ 1.753,00. A média de remuneração nas unidades de terapia intensiva nos hospitais brasileiros é de R$ 3.088,00, e o teto salarial pode chegar à R$ 4.682,00.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 8

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.