Você sabe o que fazer para viver de renda?

Matheus Donay
Colaborador do Voomp

A independência financeira, sem dúvidas, é uma importante meta para muitas pessoas. Você pode viver confortavelmente, aproveitar a vida e manter as contas sempre em dia. No entanto, muita gente acredita que essa é a uma realidade possível apenas se você for milionário.

Com bastante organização e fazendo as escolhas certas, qualquer um pode investir em busca da independência financeira. Neste post, você irá conferir algumas dicas valiosas para quem pretende começar a viver de renda!

Viver de renda: um sonho possível?

Afinal, o que é viver de renda? Você atinge esta condição a partir do momento que os retornos mensais de seus investimentos e ativos equivalem a um salário. Desta forma, os seus ganhos devem ser o suficiente para que você viva confortavelmente e mantenha o seu padrão de vida desejado

Este montante mensal é o que chamamos de renda passiva. Ela garante bastante comodidade em sua vida, pois você não precisa mais trabalhar a partir do momento em que atinge a rentabilidade desejada. Ou você pode seguir trabalhando também, com o que quiser, pelo tempo que quiser e sem se preocupar demais.

Viver de renda é um sonho para muita gente. No entanto, é um sonho plenamente possível de ser materializado. Uma boa renda passiva não é formada do dia para a noite, portanto, é importante ter paciência e visão a longo prazo. Viver com renda passiva é fruto de um acúmulo de esforços, planejamento e muito trabalho nos investimentos.

Quanto tempo leva para viver de renda?

Para que você possa viver de renda, é importante driblar a ansiedade e deixar seu dinheiro render por um bom tempo até que ele se converta em uma renda passiva interessante. Lembre-se: não existe milagre ou solução rápida e mágica no mundo dos investimentos. Desconfie quando oferecerem isso para você. 

Obviamente, quanto maior for a parcela do seu salário que você destinar para aplicar em um investimento, mais rapidamente você irá atingir a independência financeira no futuro. Quanto menos você investir, mais tempo levará. Esta é uma balança que você deve avaliar, para conciliar suas necessidades do presente com a independência financeira no futuro. 

Também é importante que você fique atento às variáveis que podem fazer com que seu dinheiro não valorize tanto e acabem retardando seu objetivo. A inflação é um bom exemplo. À medida que os preços das mercadorias sobem, o dinheiro acaba perdendo valor. Por esta razão, é importante proteger seu patrimônio. Investimentos com a taxa de rendimento fixadas acima do valor do IPCA são uma boa estratégia.

Que tipo de investimento fazer?

Ao decidir viver com rendimentos, é interessante que você opte por ativos que ofereçam rentabilidade periódica. Isso garante que você consiga organizar melhor suas contas e evita que fique sem receber por um longo período.

Contudo, isso não significa que você deva optar exclusivamente por investimentos de renda fixa. Da mesma forma, você pode adquirir ganhos periódicos com fundos de renda variável. Conheça alguns investimentos atrativos para que você viva de renda:

Fundos de Investimentos Imobiliários (FII)

Ao possuir cotas de investimentos imobiliários, você costuma a receber dividendos mensalmente. Você não precisa ser proprietário de um imóvel ou terreno. Apenas com a aquisição dos fundos você já ganha com aluguéis de espaços como shoppings, hotéis e hospitais.

De modo geral, investimentos imobiliários apresentam uma boa rentabilidade e são livres de imposto de renda, além da facilidade de adquirir e vender.

Ações que pagam dividendos

Você pode ganhar dinheiro com a compra e venda de ações, conforme elas valorizam ou desvalorizam. No entanto, para viver de renda, é mais interessante que você tenha uma rentabilidade constante, mesmo que sem saber o valor. 

Com ações que distribuem dividendos, você participa dos lucros da empresa periodicamente.

Títulos de Tesouro Direto 

No tesouro direito, você adquire títulos públicos oferecidos pelo governo federal. Apesar de não apresentar a maior rentabilidade do mercado financeiro, é um investimento bastante seguro. Através do tesouro IPCA, por exemplo, você protege sua aplicação da desvalorização.  

Se a ideia é viver de renda passiva, a longo prazo os títulos de tesouro direto são uma ótima alternativa.

Como viver de renda

Não há uma receita de bolo para que você viva de renda. Apesar de existirem técnicas e recomendações, as decisões humanas e pessoais ainda têm um grande peso, visto que cenários econômico e político podem variar. Sendo assim, preparamos algumas dicas para que seus investimentos possam prosperar no futuro com maior segurança.

Organização financeira

Se o objetivo é viver de renda, concordamos que retirar suas aplicações no meio da trajetória não é uma boa ideia, não é mesmo? Para que você atinja sua meta, é importante estar organizado financeiramente desde já. 

Isso inclui ter domínio sobre suas contas, não construir dívidas significativas e não comprometer seu dinheiro aplicado.

Reserva de emergência

Para que você não precise mexer no dinheiro que está rendendo, é recomendado que você monte uma reserva de emergência. O mais indicado é que ela cubra pelo menos 6 meses dos seus custos de vida. 

Assim, você estará preparado para enfrentar qualquer contratempo ou imprevisto sem comprometer seu investimento.

Domine seu investimento

Estar bem municiado de conhecimento e informações fará com que você tome decisões mais precisas e que sua caminhada até a independência financeira seja mais segura. Você deve ter em mente quanto precisa investir, por quanto tempo e qual o patrimônio deseja alcançar.

Ok, tudo bem. Pode não ser tão simples calcular tudo isso sem um empurrãozinho. Neste caso, você pode investir na sua formação. O curso “Como viver de renda com fundos imobiliários”, oferecido pela Xpeed School, fornece uma boa base para que você faça suas análises e tome boas decisões.

Diversifique suas aplicações

Investimentos bem distribuídos garantem que você não perca tudo em caso de uma aplicação mal sucedida. Desta forma, o recomendado é que você adquira renda passiva de mais de uma fonte. 

Inclusive, você pode combinar investimentos de renda fixa e de renda variável na sua carteira. É você que manda!Enfim, como podemos ver, não há uma fórmula mágica para viver de renda, mas existem alguns caminhos indicados. Esperamos ter ajudado você com este post e que você possa colher os frutos logo adiante. Conte conosco para seguir aprendendo sobre investimentos


Siga-nos nas redes sociais:
LinkedIn | Instagram | YouTube | Facebook

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.