EAD: o que saber antes de começar?

Redação Voomp
Colaborador do Voomp

Crédito: EAD: o que saber antes de começar? Foto de Tima Miroshnichenko no Pexels

É inegável que a tecnologia avançou em todos aspecto e, na educação, por exemplo, hoje é possível estudar a distância. Mas o que saber antes de começar um EAD?

A modalidade EAD – Ensino a distância possibilitou acesso ao ensino de forma online, facilitando a acessibilidade e praticidade.

Especialmente nos últimos anos essa categoria de ensino tem se tornado mais popular. Provavelmente você conhece alguém que faz, ou alguma instituição que oferece esse serviço.

Durante a pandemia de Covid-19, as instituições tradicionais se viram obrigadas a converter se método de ensino para o EAD.

Porém, é importante destacar que existem configurações específicas para que esta modalidade seja efetiva.

Desse modo, é importante dizer que o EAD permitiu um ensino mais democrático, além do aumento das oportunidades de uma pessoa estar diplomada.

Antes, parecia praticamente impossível ou impraticável que muitas pessoas obtivessem uma graduação. Isso porque muitos não tinham condições financeiras ou tempo para fazer uma faculdade.

Os cursos a distância, por meio do avanço da tecnologia, trouxeram novas possibilidades.

Essas oportunidades se mostraram mais flexíveis e acessíveis ao ensino e, desse modo, essas pessoas puderam ter a oportunidade que outrora era rara.

Neste artigo te mostramos em detalhes tudo o que saber antes de começar o EAD.

O que é EAD?

Ensino a Distância – EAD é uma modalidade de ensino que ocorre no ambiente virtual.

Pode ocorrer por meio de recursos tecnológicos como computadores e smartphones, bem como internet.

Nesta modalidade não é necessário que aluno se desloque até a faculdade, ou seja, o aluno pode estudar da sua própria casa.

No EAD as interseções de ensino mais comuns acontecem online, certamente com uma metodologia adequada para o curso escolhido e com avaliações para verificação de aprendizado.

Porém, para que tenha êxito em sua vida acadêmica, o aluno do EAD precisa organizar sua rotina de estudos, por um lado não precisa se preocupar com tempo ou transporte, por outro precisa possuir muita disciplina.

Existem várias formas de ensino a distância, geralmente as opções de modalidades são diversas como por exemplo:

  • Graduação Tecnológica;
  • Graduação Licenciatura;
  • Graduação Bacharelado;
  • Pós-Graduação;
  • Cursos de especialização;
  • Cursos técnicos;
  • Cursos livres.

EAD nos cursos superiores

Vamos explicar agora como funciona o EAD especificamente nos cursos superiores. Isso porque as demais modalidades são análogas e sofrerão poucas alterações referente ao que se pratica no EAD de graduação.

Como já dissemos anteriormente, o ensino a distância facilitou o acesso ao conhecimento e ao ensino. Além disso, o funcionamento do EAD é muito mais prático e simples.

Especialmente os cursos de graduação puderam estar estrategicamente melhor colocados para as pessoas que não possuem tempo e dinheiro para se graduar.

Ingresso / Processo seletivo

Para ingressar em curso EAD é de forma semelhante ao que ocorre nos cursos tradicionais presenciais, ou seja, de maneira simples.

Os processos seletivos variam conforme a universidade. Mas também não há muita distinção entre um processo e outro, uma breve consulta a elas pode resolver suas dúvidas.

Deste modo, neste tópico, a única diferença entre o ingresso em cursos presenciais é que o aluno recebe acesso ao portal de aprendizagem.

Plataforma de ensino

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) ou plataforma de ensino é o local online em que o aluno irá praticar a maior parte do curso.

O acesso é feito através da internet por um login e senha que a universidade envia ao aluno depois da matrícula.

Dentro das plataformas são disponibilizados os conteúdos do curso e as ferramentas de aprendizado adequadas para a realização das atividades.

Esses conteúdos aparecem geralmente em formatos como por exemplo:

  • Textos;
  • E-books;
  • Vídeos;
  • Imagens;
  • Questionários;
  • Seminários;
  • Apresentações.

Outras ferramentas disponibilizadas são:

  • Calendário Acadêmico;
  • Datas e prazos;
  • Ambiente de interação;
  • Grupos de estudos.

Polos de Apoio Presencial

Por mais que seja educação online, existem os apoios presenciais, chamados de polos. Esses polos existem para que haja a possibilidade de algumas questões como por exemplo:

  • Apresentação de trabalhos.
  • Realização de provas;
  • Práticas laboratoriais;
  • Aulas práticas.

Desse modo, antes de iniciar o EAD, você precisa se informar na sua universidade se o seu curso tem a obrigatoriedade de estar no polo presencial.

Por isso, você deve se informar qual é o polo de apoio presencial mais próximo de você.

Diploma

O Ministério da Educação – MEC é que regulamenta e se responsabiliza pela fiscalização do ensino do país, inclusive dos cursos EAD.

O MEC possui critérios muito bem estabelecidos e possui o mesmo rigor independente da modalidade do curso, presencial ou a distância.

Quando uma instituição é reconhecida e regulamentada pelo MEC, o diploma das modalidades EAD possuí o mesmo valor que um diploma de um curso presencial.

Deste modo, em relação ao mercado de trabalho, não é avaliado de forma distinta o profissional formado presencialmente, ou em modo EAD.

Para quem é indicado o EAD?

Os cursos EAD são indicados para dois tipos de pessoas:

  • Pessoas sem muito tempo livre;
  • Pessoas que os aspectos financeiros não são favoráveis.

Em primeiro lugar, o EAD oferece muita flexibilidade, e isso permite que aluno tenha uma rotina de estudos adaptável a sua rotina normal do dia dia.

A vantagem é justamente não ter que se deslocar até a faculdade e tampouco se preocupar com um tempo fixo de estudos.

O “se não” deste aspecto é que o aluno precisa ter muita responsabilidade e autodisciplina se quiser ter êxito na sua vida estudantil.

Em segundo lugar os cursos a distância possuem infraestrutura simples de maneira online.

Isso significa que não precisam obter gastos dos quais os cursos presenciais não conseguem conter. Deste modo se tornam mais acessíveis economicamente para o aluno.

A qualidade destes cursos é a mesma dos cursos presenciais, obviamente quando se trata de uma instituição reconhecida e avaliada pelo MEC.

Dessa forma, o EAD deve ser uma opção interessante a ser levada em consideração por todos os futuros postulantes de vagas nos cursos superiores.

Gostou do nosso artigo “EAD: o que saber antes de começar?”. Então confira também o nosso artigo de o quanto você pode economizar escolhendo EAD, e as vantagens desse modelo de ensino.

Te desejamos boa sorte na sua vida acadêmica e profissional!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.