InícioGraduaçãoCriminologiaCriminologia e Investigação Criminal: qual a diferença?

Criminologia e Investigação Criminal: qual a diferença?

A área de entretenimento está dando cada vez mais espaço para conteúdos sobre crime e investigação. Você pode encontrar dezenas de podcasts e séries sobre crimes reais, como, por exemplo o caso Evandro e Elize Matsunaga. Por conta disso, a vontade de trabalhar nessa área vem aumentando. Então, se você se interessa por esse setor, saiba que os cursos de Criminologia e Investigação Criminal podem ser boas escolhas para você. 

Ambos os cursos são ótimas opções de carreiras, contudo, contam com grandes diferenças durante o período de estudos e a atuação no mercado de trabalho. Por isso, se você se interessa pela área de crimes reais, e quer entender as diferenças entre os cursos de Criminologia e Investigação Criminal, siga a leitura. 

Durante esse artigo vamos elencar as principais características de cada curso, grade curricular e mercado de trabalho para as duas áreas de atuação.

Então, separei um tempinho para conhecer as duas graduações para você poder escolher qual curso é o mais adequado à sua rotina e perspectivas para o futuro.

O que é Criminologia?

Os profissionais da criminologia buscam estudar os aspectos dos crimes, as causas sociológicas e a psicologia criminal. Em síntese, o objetivo do profissional é auxiliar a resolver os crimes e prevenir que eles voltem a acontecer. Ainda está entre as obrigações dos criminólogos garantir um tratamento justo aos criminosos. 

Aliás, para trabalhar na área, tem que gostar de se envolver em pesquisa e de leitura. Visto que os profissionais precisam estabelecer os estudos em dados demográficos e de localização. 

O mercado de trabalho para criminologia tem boas oportunidades para os profissionais. Além de carecer de profissionais especializados, os números de crimes no Brasil são alarmantes. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o país tem o nono maior índice de homicídios do mundo. 

Ainda segundo a pesquisa, as mortes no Brasil atingiram 31,1 pessoas a cada 100 mil habitantes. Por consequência, o país se enquadra na taxa de um dos mais violentos do mundo. 

Entre as instituições que mais abrem oportunidades para criminólogo estão Serviços policiais, prisionais, Serviços judiciais, Serviços de segurança e Conselhos consultivos de políticas. Além de poder prestar serviços em organizações sem fins lucrativos –  como, por exemplo, instituições que trabalham com jovens infratores ou vítimas de crimes.

Enfim, dependendo da forma que o profissional queira empregar seus conhecimentos na área, varia a vaga de trabalho na preferência do criminólogo. 

Como é o Curso de Criminologia?

Como dito anteriormente, criminologia é a ciência que estuda o crime e suas motivações. Por isso, durante a graduação o estudante entra em contato com conteúdos voltados para  problemas que simulam a realidade do trabalho.

Dessa forma, o curso conta com disciplinas sobre psicopatologia, direito penal e constitucional, sociologia criminal e análise criminal. Além disso, conta com conteúdos sobre tecnologia forense, consultoria em segurança, negociação e gestão de conflitos de segurança, vitimologia e penagogia. 

Após completar a formação, o estudante estará apto para exercer a função nas diversificadas vertentes do mercado de trabalho de criminologia, tanto em empresas privadas quanto em órgãos públicos.  

Caso tenha interesse na graduação, a Universidade Anhanguera oferece o Curso de Bacharel em Criminologia. A instituição de ensino oferece a formação tanto na modalidade presencial quanto à distância (EAD). Confira as principais matérias da grade curricular do Curso de Criminologia abaixo: 

  • Análise Criminal E Tecnologia Forense
  •  Criminalística, Segurança Pública E Privada
  •  Criminologia Contemporânea
  •  Direito Penal – Dos Crimes Em Espécie
  •  Direito Penal-Teoria Das Penas
  •  Direitos Humanos E Cidadania
  •  Negociação E Gestão De Conflitos De Segurança
  •  Organizações Criminosas E Criminalidade
  •  Política Criminal E Processos De Criminalização
  •  Políticas De Inclusão E Ações Afirmativas
  •  Psicologia Social
  •  Psicopatologia E Crime
  •  Sociologia Criminal
  •  Teoria Da Investigação Criminal
  •  Teoria Geral Do Direito Constitucional
  •  Teoria Geral Do Processo Penal
  •  Teoria Jurídica Do Direito Penal
  •  Vitimologia E Penalogia

Mercado de trabalho para criminologia 

O profissional pode escolher exercer a função em empresas privadas. Entretanto, a maior parte das vagas para criminólogo está disponível por meio de concursos públicos. Dessa maneira, é imprescindível que o profissional tenha diploma universitário e especialização.  

Vale ressaltar que entre os principais cargos estão: detetive, guarda prisional, oficial de justiça, policial e perito. Aliás, o profissional ainda pode se dedicar a cientista de dados, pesquisador social e pesquisador social. 

Dessa forma, se o seu objetivo é trabalhar na área, é preciso dedicação para alcançar o sucesso. Ainda é necessário se dedicar à pesquisa e ficar de olho em oportunidades abertas para criminólogo. 

O que é Investigação Criminal?

O profissional formado em Investigação Criminal pode trabalhar como perito criminal para as categorias da Polícia ou da Justiça. Dessa forma, é responsabilidade desse profissional coletar provas de crimes. Além disso, as evidências coletadas pelo perito criminal precisam passar por minuciosa análise, tendo como base as evidências científicas, comportamentais e demais meios de utilização legais.

Então, o perito criminal pode auxiliar na investigação desde crimes com uso de violência, como assassinatos, ou até mesmo fraudes. Por isso, entre os vestígios que os profissionais procuram nas cenas dos crimes estão:  fios de cabelo, impressões digitais e manchas de sangue.

Além disso, o profissional especializado em Investigação Criminal não atua somente no local em que aconteceu a infração. Dessa forma, o profissional ainda trabalha em laboratórios, com análises e elaboração de relatórios sobre as provas encontradas. 

Por isso, estão entre as funções do profissional: 

  • Elaboração de laudo pericial;
  • Gerenciamento de evidências;
  • Determinação de causas para os eventos investigados;
  • Investigação minuciosa dos ambientes onde ocorreram os crimes investigados;
  • Coleta de indícios para análise laboratorial;
  • Realização de reconstrução de fatos;
  • Estratégias para resolução de crimes;
  • Análise de ambientes;
  • Elaboração de relatórios

Como é o curso de Investigação Criminal? 

A graduação em Investigação Criminal é ofertada pelas instituições de ensino com o formato de Curso Superior de Tecnologia. Ou seja, após completar a formação na área, o estudante recebe o diploma de tecnólogo. 

Por isso, durante a formação são ministradas aulas sobre Direito Constitucional, Perícia e Auditoria. Dessa forma, o objetivo do curso é preparar o aluno para analisar o local da ocorrência e procurar provas físicas. Além, claro, de reunir e estudar dados relacionados à cenas de crimes diversos e levantar o histórico de criminosos.

Então, depois de completar a graduação, o estudante estará apto a coletar provas, emitir laudos, analisar evidências em laboratório, reconstruir cenas de crime e auxiliar na solução de crimes.

A Faculdade Anhanguera também oferece o curso Superior de Tecnologia em Investigação, com mensalidade a partir de R$ 159,90. Dessa forma, o curso conta com cinco semestres, ou seja, cerca de dois anos e meio de duração.

Conclusão

Então, agora que você conhece melhor a diferença entre os cursos, pode fazer uma escolha mais consciente para sua graduação! Na Voomp, você encontra ótimas opções tanto para o Curso de Criminologia como o de Investigação Criminal.

Seja qual for a sua seleção, não esqueça de continuar acompanhando nossos conteúdos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 38

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.